Sigam o blog

quinta-feira, 22 de março de 2012

Coração do Papel


 
Não sei por que escrevo
Não sei o porquê das palavras fluírem
O porquê uma folha branca não me assusta
O porquê de minha mente vagar por terras tão distantes
Porque vejo as folhas caírem
Os céus chorarem
As ondas na costa
Ou mesmo o porquê ouço tantas vozes
Vozes que me sussurram segredos
Histórias...
Medo...
Amor...
Talvez a resposta esteja comigo
Esteja no fato de meu único amigo
Ser o papel que escrevo
Onde meus sentimentos são transcritos
Onde meus segredos se moldam em palavras
O papel se fere com as marcas de minha escrita
E mesmo com seu sofrimento ele é capaz de me fazer sorrir
Ao me mostrar minha alma
Ao traduzir meu ser
---------------------
São tantas pessoas sonhadas
Tantos sonhos perdidos,
Realizados
Não sei ao certo de onde ela vem
Qual sua origem
Mas meu coração se alegra ao ouvir seus nomes
Nomes tão reais quanto uma folha ao vento
Filhos de minha mente
Uma mente suplicante
Uma mente que implora pelo chamado do papel
Para a entrega ao amor da escrita
Aos braços da história
E as lágrimas do final

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado Fátima, tento passar um pouquinho de mim, do que sinto nas palavras, espero que eu esteja conseguindo

      Excluir
  2. Bonito Pallas. Mas aconselharia a dividir o poema em estrofes, para que se perceba melhor o ritmo da leitura. E o seu blog tá precisando de um Favicon mais bonito pra combinar com a beleza do layout.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Betinho, realmente geralmente meus poemas são sem estrofes, alguns são divididos, outros não, eu sigo a linha do contexto,e as vezes acabo por esquecer delas, mas vou me esforçar para mudar, quanto ao Favicon vou ver o que posso fazer para mudá-lo.

      Excluir
  3. encontrei mais um que diz o que sente com lindas palavras...muito bom saber que tem gente que sabe se expressar com liberdade os sentimento,mesmo q seja no papel ou num blog...gostei muito...abraço pra ti!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Victor, os sentimentos muitas vezes são deixados de lado, nos os vemos se perderem aos poucos e não fazemos nada para mudar, se pudermos fazer algo, como escrever o que sentimos já é algo muito bom. Obrigado pela visita.

      Excluir

Seu comentário é muito importante para mim, por favor deixe a sua opinião aqui.
Eu peço apenas que não utilizem palavras de baixo calão ou xingamentos, não modero os comentários, porém caso sejam apenas de ofensas serão excluídos, críticas serão sempre bem vindas.
Desde já muito obrigado,
Pallas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe seu comentário pelo Facebook