Sigam o blog

sábado, 27 de agosto de 2011

Uma Geração


Foi em julho de 1997, após sete longos anos, sendo “gerado”, que Harry Potter veio à luz pela primeira vez. Joanne Rowling, o JK foi um pseudônimo para não identificá-la com mulher imediatamente, uma vez que os jovens leitores masculinos tem um certo receio por livros escritos por mulheres. Deu certo – Joanne conta que uma criança lhe pediu um autografo e lhe disse que a imaginava como um homem e não uma mulher.
Na noite de seu lançamento, Harry Potter e a Pedra Filosofal teve uma tiragem de mil cópias. Uma escritora estreante, que apostou tudo nesta história, cuja inspiração foi uma viajem de trem, que por sorte ficou parada por quatro horas e a idéia do menino bruxo surgiu.

 Joanne acabara de voltar de Portugal onde tivera sua filha Jéssica, foi agredida por seu marido fisicamente e foi embora de Portugal de volta a Escócia, com a ajuda de suas amigas. Desprovida de quaisquer meios de se sustentar, ela volta-se para sua história, que nunca foi esquecida desde que a vigem de trem começou. Conseguiu um auxilio do governo escocês para jovens escritores e passou a se dedicar a sua maior paixão, escrever.
Ia com a pequena filha a um café local, de sua irmã, se sentava ali, pedia um café e embalando sua filha escrevia a história que encantaria gerações.A obra de um escritor é marcada de influencias de sua vida, e não foi diferente com Joanne.
Os dementadores foram criados quando ela passava pelo pior momento de sua vida, inspirados na dor e no desespero da depressão, porque era como ela se sentia, que nunca mais seria feliz, que sua felicidade era sugada pelas trevas. No documentário “Um ano na vida de JK Rowling” ela diz “... eu acordava e sempre olhava minha filha para ver se estava viva, porque temia que ela pudesse morrer a cada dia tamanho era o meu desespero...”. Os seres malignos que tiram toda a felicidade do mundo e torna as coisas gélidas são como a depressão.

Em uma declaração ela chegou a dizer que já pensou no suicídio, porque a dor era tanta, ela se sentia um nada, sem esperança alguma, mas olhava para sua filha e não se permita desistir. Terminado o livro outra jornada começava, a busca de um agente literário.
Joanne trabalhava como professora, próxima a sua casa, e datilografava seus manuscritos lá. Era tão difícil para ela que até mesmo a encadernação dos manuscritos lhe era muito cara.
Pesquisou nas listas telefônicas por agentes e lhes enviou seus manuscritos datilografados, em uma pasta preta. Cristopher Little, um agente visionário, mas não ligado a livros infanto juvenis, uma vez que era um mercado em baixa, foi o único a aceitar a proposta de ser o agente de Joanne Rowling. Briony Evens, responsável por selecionar os livros que chegavam a Cristopher, interessou-se pelo manuscrito de capa preta, uma coisa original. E levou-o para casa para lê-lo, os dois capítulos escritos a fascinaram.  Mas ela sabia que Cristopher não era um agente de livros infanto-juvenis, mas ainda sim estava decidida a tentar.
Entregou o livro para Cristopher ler e o recomendou, dizendo que era um livro extremante envolvente e seria uma grande perda não aceitá-lo. Levando-o para casa o primeiro a lê-lo foi seu filho que pediu a ele para ficar com a história que seria um sucesso. Incentivado por seu filho leu e também se envolveu e decidiu abraçar o projeto.
Foi a partir daí que a história de vida de Joanne começa a se transforma. Cristopher enviou a hístória para várias editoras, mas foi a pequena  Bloomsbury, editora inglesa de pequena porte com obras de não muitas tiragens, aceitou publicar a obra.

Mal sabiam que o processo de magia que envolve essa saga, o encanto que ela produz, já estava em ação. Porém além da história surpreendente e imensamente criativa, era necessário algo mais para chamar a atenção para a saga. David Heyman foi para a Inglaterra em busca de uma boa história para ser convertida em um filme em nome da Warner Bros. A crítica britânica elogiou o livro, e com esse amparo de publicidade Harry Potter começa a crescer. Mas foi com a venda de direitos de publicação nos Estados Unidos que deu o último impulso. Harry Potter e a Pedra Filosofal foi leiloado por mais de 100 mil dólares uma quantia absurdamente grande para um livro de uma autora estreante.
A partir daí tudo muda. Inúmeras críticas saem em jornais de grande importância com o Times, o Daily Mirror, elogiando e incentivando a leitura da obra. Em pouquíssimo tempo já o topo dos livros mais vendidos, Joanne faz parte dos escritores seletos que conseguiram superar as vendas dos livros de literatura voltada aos adultos com livros de temática infanto-juvenil.
Com o tempo o sucesso ultrapassou barreiras, hoje a saga conta com mais de 400 milhões de livros vendidos, traduzidos para mais de 65 línguas. Harry Potter é o segundo livro mais vendido da história, superado apenas pela bíblia, JK Rowling figura entre os três autores mais lidos do planeta.
Quando se imaginava o século XXI pensava-se que os ícones seriam futuristas e ultra-modernos, porém o primeiro grande ícone de nossa cultura ocidental é um rapaz que estuda em um internato, um castelo, um ambiente medieval e conservador.
Joanne kathleen Rowling foi capaz de fazer milhares de pessoas lerem, quando a tecnologia hoje engloba os jovens de tal forma que os deixa alienados, mas ela conseguiu manter a atenão dos jovens por livros extensos. Graças a Harry Potter, a literatura conseguiu novamente ganhar destaque, novas sagas puderam se beneficiar do poder desta saga.
Do universo literário para o universo cinematográfico foi um salto. Novamente os números são grandiosos nesta saga, a mais lucrativa da história do cinema somando mais de 6 bilhões de libras ao todo, superando filmes com James Bond e Star Wars.
Em 2001 chegava aos cinemas Harry Potter e a Pedra Filosofal, causando estrondo no cinema com seus números e abrangência. Agora, após 10 anos chega ao fim, no dia 15 de julho de 2011 com Harry Potter e as Relíquias da Morte part 2.

È o fim desta incrível história. Mas qual a razão de tamanho sucesso, porque Harry Potter é tão importante?
Harry, Rony e Hermione traduzem algo cada vez mais raro atualmente a Amizade, nunca desistir, sempre buscar se levantar, correr atrás do que se almeja. Que a vida não se resume a algo bom ou a algo ruim. E além de tudo isso, passamos a amar esse mundo que a cada página e a cada filme se tornava mais real.
Afinal sempre podemos esperar pela carta que nos levará em nossa viagem rumo ao desconhecido e fantástico. Porque, esperamos um dia sentar nos vagões do Expresso de Hogwarts e deixá-lo nos levar aos nossos sonhos e a este mundo tão amado.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim, por favor deixe a sua opinião aqui.
Eu peço apenas que não utilizem palavras de baixo calão ou xingamentos, não modero os comentários, porém caso sejam apenas de ofensas serão excluídos, críticas serão sempre bem vindas.
Desde já muito obrigado,
Pallas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe seu comentário pelo Facebook